SÃO PAULO - O petróleo é negociado a menos de US$ 80 o barril nesta sexta-feira. A preocupação com a situação econômica internacional e o impacto na demanda pelo produto segue na pauta dos agentes.

Acordo Ortográfico

Os investidores receberam hoje novas projeções da Agência Internacional de Energia (AIE), que reduziu suas estimativas referentes ao nível de crescimento da procura por petróleo.

Ontem, em meio à deterioração do ambiente financeiro, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) decidiu marcar para 18 de novembro uma reunião para analisar o quadro do mercado.

Minutos atrás, em Londres, o Brent para novembro era transacionado a US$ 76,09, com baixa de US$ 6,57. O contrato de dezembro estava a US$ 77,40, declínio de US$ 6,56.

Demanda

A Agência Internacional de Energia (AIE) divulgou relatório em que afirma que a demanda mundial por petróleo deve registrar este ano a menor taxa de crescimento desde 1993, subindo 0,5% em 2008, ou 400 mil barris por dia, registrando a menor taxa de crescimento em 15 anos. A demanda total de 2008 deve atingir, em média, 86,51 milhões de barris por dia. Em 2009, a demanda deve subir 0,8%.

China

O órgão manteve as previsões da demanda por petróleo da China, diante das incertezas sobre as importações do produto pelo país após as Olimpíadas. De acordo com a previsão da AIE a demanda chinesa em 2008 deve ser de 8 milhões de barris por dia, alta de 6% em comparação ao mesmo período do ano passado, enquanto para 2009 a demanda será de 8,4 milhões de barris por dia, alta de 5,2%.

Leia mais sobre petróleo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.