Tamanho do texto

SÃO PAULO - As expectativas com relação à situação dos estoques de energia dos Estados Unidos e as projeções da Agência Internacional de Energia (AIE) são alguns dos elementos avaliados nesta sessão. A AIE espera uma demanda de petróleo no mundo de 86,6 milhões de barris diários em 2010, seguindo um consumo previsto de 84,9 milhões de barris por dia no ano passado. Dos EUA, os agentes receberam um aumento no déficit comercial do país em fevereiro e uma elevação nos preços dos importados em março. Há pouco, em Londres, o Brent para maio estava a US$ 84,67 e o vencimento de junho se encontrava a US$ 85,55, com queda respectiva de US$ 0,10 e US$ 0,16. Em Nova York, o WTI para maio se situava em US$ 83,64, decréscimo de US$ 0,70. O contrato de junho tinha baixa de US$ 0,48, para US$ 84,80.

SÃO PAULO - As expectativas com relação à situação dos estoques de energia dos Estados Unidos e as projeções da Agência Internacional de Energia (AIE) são alguns dos elementos avaliados nesta sessão. A AIE espera uma demanda de petróleo no mundo de 86,6 milhões de barris diários em 2010, seguindo um consumo previsto de 84,9 milhões de barris por dia no ano passado. Dos EUA, os agentes receberam um aumento no déficit comercial do país em fevereiro e uma elevação nos preços dos importados em março. Há pouco, em Londres, o Brent para maio estava a US$ 84,67 e o vencimento de junho se encontrava a US$ 85,55, com queda respectiva de US$ 0,10 e US$ 0,16. Em Nova York, o WTI para maio se situava em US$ 83,64, decréscimo de US$ 0,70. O contrato de junho tinha baixa de US$ 0,48, para US$ 84,80. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.