SÃO PAULO - Os participantes nos mercados acionários dos Estados Unidos acompanham a situação da Grécia e o movimento do dólar em relação a outras moedas. A moeda americana ganhava, por exemplo, do euro e da libra.

O primeiro-ministro grego George Papandreou avisou hoje que Atenas está a um passo de não ser capaz de tomar empréstimos. Alertou ainda que Atenas deve evitar pagar um juro alto por décadas porque isso "vai condenar o país a uma recessão mais profunda".

Os agentes também estão de olho nas atividades nas bolsas de valores. Em muitas delas, os negócios são afetados pelo vencimento de contratos de opções e futuros.

Há pouco, em Londres, o Brent para maio tinha baixa de US$ 2,17, a US$ 79,31. O vencimento de junho perdia US$ 2,13, saindo a US$ 79,68.

Em Nova York, o WTI com entrega em abril estava a US$ 80,04, recuo de US$ 2,16. O contrato de maio era transacionado a US$ 80,32, declínio de US$ 2,22.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.