SÃO PAULO - Além do quadro financeiro e econômico internacional, os agentes nos mercados de petróleo analisam o relatório de energia do governo americano, distribuído nesta quarta-feira. Nele, consta que as reservas de petróleo cru aumentaram em 8,1 milhões de barris na semana passada, para 302,6 milhões de barris, bem acima das expectativas de muitos analistas. No mesmo período, os níveis de gasolina avançaram em 7,2 milhões de barris, somando 186,8 milhões de barris, mas as marcas de destilados caíram em 500 mil barris, totalizando 122,6 milhões de barris. Vale notar que a questão da demanda por petróleo tem sido o principal motivo de preocupação entre os operadores no setor de energia ante a perda de dinamismo da economia. Ainda merece atenção a paridade do dólar frente a várias moedas.

Em Nova York, o WTI para novembro perdia US$ 3,26, a US$ 86,80. O vencimento de dezembro recuava US$ 3,21, a US$ 85,50.

Em Londres, o Brent com entrega em novembro era transacionado a US$ 81,92, com redução de US$ 2,74. O contrato do último mês de 2008 estava a US$ 83,20, com baixa de US$ 2,70.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.