Tamanho do texto

São Paulo, 14 - Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros recuaram 1,86% no Estado de São Paulo e 2,07% no Paraná, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada em 14 de maio. No Mato Grosso e em Goiás, os preços recuaram respectivamente 1,04% e 1,24%.

São Paulo, 14 - Os preços do etanol hidratado praticados nos postos brasileiros recuaram 1,86% no Estado de São Paulo e 2,07% no Paraná, de acordo com dados coletados pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) na semana terminada em 14 de maio. No Mato Grosso e em Goiás, os preços recuaram respectivamente 1,04% e 1,24%. No total, o preço do etanol recuou em 18 Estados e no Distrito Federal. As cotações subiram em sete Estados e permaneceram estáveis em Minas Gerais. O preço médio em São Paulo ficou em R$ 1,367 por litro ante R$ 1,393 na semana anterior. No Paraná, o preço médio ficou em R$ 1,513 (R$ 1,545 na semana anterior). Na média de preços do Brasil, o etanol segue mais competitivo que a gasolina. Segundo a ANP, na média do Brasil, o preço do etanol ficou em R$ 1,616 na semana terminada em 14 de maio, ante $$ 1,641 registradas na semana anterior. Em relação à média do preço da gasolina no País, que foi de R$ 2,554 por litro, o preço do etanol está 9,60% abaixo do ponto de equilíbrio com o da gasolina, o que torna o etanol mais competitivo no preço médio. No Brasil, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,07 por litro no Estado de São Paulo. O preço máximo foi de R$ 2,99 por litro registrado no Acre. Na média de preços, o menor preço médio foi o de Goiás, a R$ 1,354 por litro, e o maior preço médio foi registrado no Acre, a R$ 2,47 por litro. <b>Etanol competitivo</b> Os preços do etanol já estão competitivos nos postos de combustíveis de onze estados brasileiros, de acordo com dados da ANP compilados pela <b>Agência Estado</b> referentes à semana terminada em 14 de maio de 2010. O combustível renovável passou a ser competitivo também no Maranhão. Atualmente, o etanol segue competitivo nos Estados da Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins. Em 15 estados e no Distrito Federal, a gasolina segue competitiva no bolso no consumidor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.