Xangai, 13 out (EFE).- Os preços dos derivados de aço caíram uem 12% na China entre segunda e sexta-feira passadas, a maior baixa semanal desde 2000, informou hoje a agência de notícias Xinhua.

Estes preços variaram entre 3,8 mil e 5,3 mil iuanes por tonelada na semana passada (aproximadamente US$ 556 e US$ 776).

Desde o início do ano, eles já caíram mais de 30% na China.

Segundo os analistas, o motivo da queda foi o efeito da crise financeira internacional, unido à baixa procura pelo aço e às expectativas de venda não-concretizadas após os Jogos Olímpicos de Pequim.

Para Xu Xiangchun, analista do site Mysteel.com, também contribuiu para a queda a redução dos preços excedentes de aço não-vendidos, acumulada pela baixa demanda.

Esta baixa demanda, por sua vez, tem origem na queda das vendas em outros setores, como automobilístico, imobiliário e de eletrodomésticos, sustenta o analista.

As siderúrgicas chinesas solicitaram a várias companhias mineiras estrangeiras que adiem suas entregas de ferro, cujo preço na China estava, no final de setembro, em 1,2 mil iuanes (US$ 175) por tonelada, 12,4% a menos que no mês anterior, e que caiu 50% durante o ano de 2008.

O Ministério do Comércio da China avisou na semana passada que os preços, tanto do ferro quanto dos produtos de aço, ainda devem continuar caindo.

Quatro dos principais grupos siderúrgicos chineses já anunciaram que diminuirão entre 10% e 20% sua produção de aço pelo menos até os preços pararem de cair. EFE trr/fh/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.