Tamanho do texto

São Paulo, 17 - O preço dos fertilizantes subiu nos dois primeiros meses de 2010, conforme o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq). A alta mais significativa foi observada no fosfato, que subiu para US$ 1.

200/tonelada em fevereiro. O mesmo produto era cotado em R$ 1.285/tonelada no início do segundo semestre de 2008, ano da disparada das cotações. O pesquisador Mauro Osaki observa que os preços estão abaixo das marcas recordes testadas em 2008, mas a relação de troca se aproxima dos níveis daquele ano. "Agora, o preço dos grãos está estacionado, enquanto o adubo já começa a subir", explica.

Dados do Cepea indicam que, em fevereiro, eram necessárias 46 sacas de 60 quilos da soja para comprar 1 tonelada do fertilizante monoamônio fosfato (MAP), em Sorriso (MT). Em igual período do ano passado, a relação era de 36,5 sacas para cada tonelada de MAP. Em 2008, a proporção estava em 44,70 sacas/tonelada.

O movimento de alta neste período reflete a demanda do Hemisfério Norte, quando China, Índia e Estados Unidos entram no mercado para comprar insumos destinados à safra. O diretor-executivo da Associação Nacional para Difusão de Adubos, Eduardo Daher, diz que os três países, juntos, consomem 57% da produção mundial. O Brasil está na 4ª posição. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.