Pacotes de tarifas oferecidos por dez bancos (Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Unibanco, HSBC, Nossa Caixa, ABN Amro e Santander) variam até 68% em uma mesma faixa de preço, conclui pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Ao dividir 57 pacotes e cestas de serviços dos bancos em três faixas de preço, o Idec mostra uma diferença de valores de até 68% nos pacotes com mensalidades de até R$ 18.

Pacotes de tarifas oferecidos por dez bancos (Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú, Unibanco, HSBC, Nossa Caixa, ABN Amro e Santander) variam até 68% em uma mesma faixa de preço, conclui pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). Ao dividir 57 pacotes e cestas de serviços dos bancos em três faixas de preço, o Idec mostra uma diferença de valores de até 68% nos pacotes com mensalidades de até R$ 18. O instituto aponta também discrepância de 46,46% nos pacotes de R$ 18,01 a R$ 28. Já entre cestas de serviços com taxas mensais superiores a R$ 28,01, a variação de preços ao cliente alcança 34,48% (veja quadro ao lado). "O consumidor deve pesquisar antes de fazer sua opção, pois a variação de preço faz muita diferença ao longo do ano pelo qual o serviço é contratado", diz Ione Amorim, economista do Idec. Além de pesquisar preços entre instituições bancárias, o cliente deve consultar os diferentes pacotes oferecidos por cada banco, já que cada um tem cerca de quatro opções. Vale ainda lembrar ao consumidor a necessidade de orientar sua escolha segundo o seu perfil de usuário. Isso porque os serviços incluídos em uma mesma faixa de preço podem ser bem diferentes, de acordo com o levantamento. "Um exemplo é um dos pacotes da Caixa, que custa R$ 9 e oferece uma transferência DOC/TED por mês. A mesma quantidade do serviço é oferecida num pacote de R$ 39 no HSBC. Se o cliente usa só essa quantidade por mês, o pacote na Caixa seria mais interessante, por se tratar de um dos serviços mais caros", diz Ione. O Grupo Santander diz buscar constantemente o aprimoramento de seus pacotes, melhorando sua composição e incluindo os serviços mais usados pelos clientes. A Caixa afirma que o somatório dos serviços individuais que compõem as cestas é bem superior ao valor da tarifa cobrada mensalmente, o que torna o pacote mais vantajoso para seus clientes. O Itaú Unibanco diz ter adotado, desde 2008, o compromisso de oferecer a melhor relação custo-benefício aos clientes, com tarifas na média do mercado. Bradesco e HSBC se recusaram a comentar a pesquisa. (A pesquisa completa está em: www.idec.org.br/bancos/tarifometro).
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.