Começou a contar ontem o prazo de dois anos para a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) substituir as atuais 1.435 franqueadas por franquias contratadas por licitação.

Decreto presidencial fixou o prazo de 90 dias para que os Correios apresentem ao Ministério das Comunicações a proposta de licitação.

A assessoria dos Correios informou que técnicos vêm trabalhando em um modelo, mas não detalhou se os atuais proprietários das franquias poderão concorrer às futuras concessões. Pelo decreto, uma pessoa jurídica não pode explorar mais de duas franquias postais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.