Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Positivo: meta é ampliar fatia no mercado mesmo c/ quadro de retração

Questionado sobre as previsões de desaceleração das vendas de computadores, que deve repetir em 2009 o mesmo desempenho de 2008, com 12 milhões de unidades comercializadas, o presidente da Positivo Informática, Hélio Rotenberg, disse que a meta é ganhar participação de mercado mesmo em um quadro de retração econômica e que o tamanho da Positivo permite realizar este feito. O mercado talvez diminua um pouco, mas vamos brigar muito.

Agência Estado |

Continuaremos fortes com desktops para a classe C e D e com a venda de notebooks para a população com maior poder aquisitivo", destacou.

Rotenberg observou, também, que continuará direcionando esforços ao segmento de governo. Há cerca de três semanas, a Positivo ganhou pregão do Ministério da Educação pelo qual se comprometeu a entregar 170 mil microcomputadores. "O governo está comprando muito e continuará forte."

O executivo disse, também, que os planos de expansão da Positivo Informática seguem normalmente, embora não tenha revelado metas e números. Para isso, afirmou, a companhia pode usar recursos próprios, empréstimos bancários, financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e até mesmo emitir ações. Conforme Rotenberg, a Positivo poderá retomar seus planos de recompra de ações, suspensos por força da negociação para venda do controle da empresa.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG