sólida para execução de estratégia, diz Net - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Posição de caixa segue sólida para execução de estratégia, diz Net

A despeito do prejuízo de R$ 63,9 milhões apurado no terceiro trimestre e do impacto do dólar em seu resultado financeiro líquido, que ficou negativo em R$ 113,8 milhões, a Net Serviços diz que tanto a sua geração, como sua posição de caixa continuam sólidas para lastrear os investimentos necessários à execução de sua estratégia de crescimento acelerado. As disponibilidades da Net aumentaram em 68%, passando de R$ 628,7 milhões do terceiro trimestre de 2007 para R$ 1,055 bilhão nos três meses encerrados em setembro.

Agência Estado |

A pressão no resultado financeiro, que era negativo em apenas R$ 12,8 milhões no terceiro trimestre do ano passado, veio da alta do dólar frente ao real, situação que gerou um impacto negativo de R$ 117,3 milhões, em bases líquidas, no trimestre. No balanço divulgado há pouco, a Net diz não ter realizado nenhuma operação de risco no mercado cambial. "Essa despesa teve efeito puramente contábil, não afetando a posição de caixa", explica.

As despesas financeiras apresentaram 33% de redução, passando de R$ 46 milhões entre julho e setembro do ano passado para R$ 31 milhões no ano seguinte, principalmente pelo resultado positivo de operações no mercado futuro de câmbio "para proteger o pagamento de juros do bônus perpétuo, do empréstimo junto ao Banco Inbursa e de fornecedores estrangeiros de equipamentos".

Do total do endividamento em dólar, 43% refere-se ao bônus perpétuo, "que não tem risco algum de refinanciamento", assegura a Net. Os 57% restantes dizem respeito ao empréstimo contratado junto ao Banco Inbursa, cujo vencimento ocorre entre 2017 e 2019. "A companhia não possui nenhuma obrigação financeira denominada em dólar com amortização no curto ou médio prazo".

Vale dizer que o endividamento bruto, que inclui os juros contabilizados e o principal da dívida, fechou o trimestre em R$ 1,617 bilhão, alta de 37% ante o terceiro trimestre de 2007. "Este aumento é explicado pela captação de empréstimo junto ao Banco Inbursa e pela captação, via Finame, de R$ 26,3 milhões no segundo trimestre de 2008". O valor da dívida também aumentou devido à depreciação do real frente ao dólar. A dívida líquida totalizou R$ 561,5 milhões (era de R$ 549,7 milhões um ano antes).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG