Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Portugal revisa para baixo previsões econômicas de 2009

O governo português anunciou, nesta sexta-feira à noite, uma revisão para baixo de suas previsões econômicas para 2009, com uma diminuição de 0,8% de seu Produto Interno Bruto (PIB), um déficit público de 3,9% do PIB e um aumento do desemprego para 8,5%.

AFP |

Segundo os Orçamentos Públicos para 2009 votados em novembro, o governo socialista de José Socrates contava com um crescimento de 0,6% do PIB, déficit público de 3% e desemprego em 7,6%.

Agora à noite, ao término de um conselho de ministros extraordinário, o ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, anunciou a adoção de uma retificação orçamentária, necessária "pela degradação do marco macroeconômico externo", assim como a implantação de medidas anticrise centradas no emprego e nas ajudas às empresas.

Essa correção, que também prevê uma alta da dívida de Portugal para 69,7% do PIB e uma inflação de 1,2%, será apresentada ao Parlamento, a partir da próxima segunda-feira.

"Pensamos que, passado 2009, poderemos voltar a encontrar, a partir de 2010, um terreno positivo", com um crescimento previsto de 0,5%, um índice de desemprego de 8,2% e um déficit público situado em 2,9% do PIB, acrescentou o ministro.

Entre as medidas anticrise anunciadas em dezembro pelo governo português, estão o reforço do investimento público em educação, energia e tecnologias de nova geração e o apoio às empresas exportadoras e às pequenas e médias empresas.

tsc-alc/tt

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG