Tamanho do texto

O governo de Portugal vai estatizar o Banco Português de Negócios (BPN), informou neste domingo o ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos. A estatização do banco, que não é listado na bolsa, é considerada o primeiro indício de que a crise financeira global começa a atingir instituições financeiras de pequeno porte no sul da Europa.

Vitor Constancio, governador do Banco de Portugal, disse durante entrevista coletiva conjunta concedida ao lado de Teixeira dos Santos que, apesar da estatização, o país não atravessa problemas de solvência.

Numa entrevista à TV portuguesa, Teixeira dos Santos comentou que o BPN atravessava problemas de liquidez e suas perdas eram da ordem de 700 milhões de euros. O BPN é o menor banco de varejo de Portugal. Seu patrimônio é estimado em 8 bilhões de euros. O banco possui 200 agências em Portugal e na França. Com a estatização, o governo português espera assegurar aos clientes do banco que "seus depósitos estão seguros", disse o ministro das Finanças. O processo será conduzido por dois interventores do governo, prosseguiu ele.

Recentemente, Portugal aprovou a criação de um fundo de até 20 bilhões de euros para dar liquidez aos bancos do país para ajudá-los a atravessar a crise financeira global. As informações são da Associated Press.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.