Lisboa, 6 out (EFE).- O Tesouro português colocou hoje no mercado 1 bilhão de euros em dívida pública, a primeira emissão feita pelo organismo após as medidas de ajuste anunciadas pelo Governo em 29 de setembro.

Lisboa, 6 out (EFE).- O Tesouro português colocou hoje no mercado 1 bilhão de euros em dívida pública, a primeira emissão feita pelo organismo após as medidas de ajuste anunciadas pelo Governo em 29 de setembro. Com base nos dados divulgados Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP), o Estado emitiu uma linha de letras para três meses no valor de 500 milhões de euros que foi assinada com uma taxa de juros de 1,595%. Esta taxa de juros é maior do que a registrada na última emissão para três meses, em 18 de agosto, quando ficou em 0,994%. A outra linha, por 500 milhões de euros para 12 meses, foi colocada a um juro de 3,333%, ligeiramente abaixo da última emissão deste tipo, realizada em setembro a 3,369%. A demanda das letras para três meses foi três vezes superior à oferta, enquanto no caso das obrigações para 12 meses, foi 2,8 vezes superior, segundo o IGCP. Esta emissão foi a primeira do último trimestre do ano e a primeira do Tesouro depois do plano de economia decretada pelo Executivo na semana passada, e que passa por subir o imposto sobre valor agregado (IVA), redução de salários aos funcionários, congelar pensões e diminuir o investimento estadual. O objetivo destas medidas é reduzir o déficit público para recuperar assim a credibilidade dos mercados, segundo defendeu o primeiro-ministro português, o socialista José Sócrates. EFE otp/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.