Plano de medidas anticrise inclui a redução generalizada do gasto público e corte de 5% nos salários dos altos cargos no governo

Portugal aprovou hoje um novo plano de medidas anticrise que inclui uma redução generalizada do gasto público, o corte de 5% nos salários dos altos cargos e dos políticos e um aumento dos impostos e do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), que passa de 20% para 21%.

Ao fim do conselho de ministros que aprovou estas medidas, o primeiro-ministro luso, o socialista José Sócrates, afirmou que o estipulado é necessário "para defender Portugal e a moeda única" Previamente, Sócrates havia se reunido com o líder da oposição, o conservador Pedro Passos Cohello, para discutir o novo pacote anticrise, segundo lembrou o primeiro-ministro, em um esforço da UE para aumentar a credibilidade europeia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.