Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Polônia confirma corte do gás russo a partir de oleoduto ucraniano

Varsóvia, 7 jan (EFE).- As autoridades polonesas confirmaram hoje o corte total do fornecimento de gás natural russo proveniente do oleoduto da Ucrânia, mas a situação da Polônia é menos complicada do que em outros países europeus, já que também recebe combustível do oleoduto de Belarus.

EFE |

A porta-voz da empresa polonesa Gaz-System, Malgorzata Polkowska, disse que a companhia já estava preparada para reagir diante desta situação e lançou uma mensagem de calma aos cidadãos, alarmados devido a este corte de gás em plena onda de frio.

Como alternativa à falta de fornecimento a partir da Ucrânia, a Polônia aumentou a importação através do oleoduto de Belarus, de menor capacidade, mas especialistas afirmam que a melhor medida seria a retomada das negociações entre a russa Gazprom e a ucraniana Naftogaz, para poder garantir, assim, o abastecimento por ambas as vias.

O presidente polonês, Lech Kaczynski, e o chefe de Estado ucraniano, Victor Yushchenko, anunciaram que se reunirão na Polônia em 14 de janeiro para tentar encontrar uma saída para a crise do gás, que mantém em alerta a economia européia. EFE nt/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG