BRASÍLIA - Sete pessoas, entre elas desembargadores e um juiz, foram presas hoje pela Polícia Federal no Espírito Santo, em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Ela é relatora do inquérito que investiga o envolvimento de desembargadores, um juiz, advogados e uma servidora pública em crimes contra a administração pública e a Justiça.

A ministra também expediu 24 mandados de busca e apreensão.

A investigação corre em segredo de Justiça desde abril deste ano. O delito apurado consiste, basicamente, no patrocínio e intermediação de interesses particulares no Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES).

Pelas informações da assessoria de imprensa do Superior Tribunal de Justiça, ao longo das investigações também surgiram evidências de nepotismo no TJ-ES, o que teria facilitado as ações delituosas dos investigados, que contavam com a colaboração de parentes e afins empregados em cargos estratégicos. Os presos estão sendo levados para Brasília, onde ficarão à disposição do STJ.

(Agência Brasil)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.