Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Polícia Federal apreende mais de R$ 100 mil na casa de auditor do trabalho

SÃO PAULO - A Polícia Federal realiza, nesta segunda-feira, a Operação Athena para combater fraudes trabalhistas no Estado de São Paulo. A quadrilha é suspeita de comandar um esquema de corrupção contra a Delegacia Regional do Trabalho (DRT). Durante as buscas, segundo a polícia, foram apreendidos mais de R$ 100 mil na casa de um auditor do Ministério do Trabalho.

Redação com Agência Brasil |

Acordo Ortográfico

Os agentes da PF cumprem 16 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária em Bauru, interior paulista, Santos, litoral de São Paulo, Santo André, no ABC, e também na capital. Entre os suspeitos, estão alguns servidores públicos.

A quadrilha, de acordo com informações da polícia, vendia serviços irregulares como homologações de rescisões trabalhistas, sem a presença de empregados, e benefícios em fiscalizações sem lavrar os autos de infração. As investigações começaram há oito meses, a partir de denúncias recebidas pelo Escritório de Assessoria e Pesquisa Estratégica, órgão ligado diretamente ao Ministério do Trabalho.

Os presos, se condenados, responderão pelos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, tráfico de influência, concussão e prevaricação. O nome da operação, Athena, faz referência à deusa da mitologis grega protetora dos trabalhadores.

Leia mais sobre Polícia Federal e fraude 

Leia tudo sobre: polícia federal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG