O grupo Polaroid, célebre por ter inventado as câmeras fotográficas instantâneas, anunciou nesta sexta-feira que recorreu à lei americana de falências para facilitar sua reestruturação financeira, depois de uma suposta fraude de fundos da firma proprietária.

O capítulo 11 da lei de falências permite que uma frma em dificuldades financeiras inicie uma reestruturação sob supervisão de um juiz.

A Polaroid explica que precisou declarar concordata por causa da repercussão dos problemas do fundo americano Petters Group Worldwide, que a recomprou em 2005.

Criada em 1937 graças à invenção de um jovem americano de 20 anos, a Polaroid se transformou numa das marcas mundiais mais conhecidas depois da Segunda Guerra Mundial. O grupo se endividou no final dos anos 1980 para resistir a uma oferta de compra hostil e investiu sem êxito em novos produtos.

Mal preparado para a revolução da fotografia digital, o grupo declarou concordata em 2001.

maj/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.