Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Planos de Obama devolvem otimismo e bolsas de NY fecham com forte alta

SÃO PAULO - As ações de empresas do setor automotivo puxaram os ganhos nas bolsas de Nova York, diante da intenção do futuro governo americano de não deixar as montadoras entrar em colapso. O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, disse ainda, no sábado, que tem um amplo pacote de estímulos para a economia, sobretudo em infra-estrutura, para garantir geração de empregos.

Valor Online |

Além de Obama informar que não se pode deixar o setor automobilístico à deriva, por se tratar de uma das principais indústrias da economia americana, o mercado trabalhou com notícias de que o Congresso e a Casa Branca, ainda na figura da administração George W. Bush, estariam perto de um acordo de socorro de curto prazo ao setor automotivo.

O Dow Jones fechou com alta de 3,46%, para 8.934 pontos. O Standard & Poor´s 500 avançou 3,84% e encerrou aos 909 pontos. O eletrônico Nasdaq terminou aos 1,571 pontos, com aumento de 4,14% em relação ao pregão de sexta-feira.

As ações da General Motors subiram 20,83% (US$ 4,93) e os papéis da Ford avançaram 19,23% (US$ 3,10). A perspectiva de aumento dos gastos do governo dos EUA em infra-estrutura também justificou a correção de preços de papeís do setor de commodities.

Os papéis da Alcoa avançaram 17,55% (US$ 9,58). A alta do petróleo também colaborou para a valorização das ações da Chevron, que subiram 4,93% (US$ 78,09), e da Exxon Mobil, que fecharam com elevação de 3,92% (US$ 79,60).

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG