Presidente chinês e Lula assinam acordo para aumentar comércio entre os dois países

O presidente da China, Hu Jintao, afirmou nesta quinta-feira que a assinatura do Plano de Ação Conjunta com o Brasil, entre 2010 e 2014, reforça a relação bilateral, ao aperfeiçoar a confiança mútua e a coordenação entre os dois países, e favorece a aproximação de ambos em questões estratégicas no âmbito internacional.

Assim como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Hu dirigiu-se à imprensa por meio de um discurso, ao final do encontro entre as delegações dos dois países e da assinatura de cinco documentos oficiais, em Brasília.

De acordo com o presidente chinês, o plano demonstra o interesse dos dois países em diversificar e ampliar o comércio bilateral. Hu encerrou seu curto discurso com um agradecimento ao governo brasileiro por ter compreendido e feito os arranjos para o seu retorno antecipado a Pequim, em razão do terremoto que matou mais de 600 pessoas no Noroeste da China.

Seu retorno estava programado, inicialmente, para a manhã de sábado, mas foi antecipado para a noite de hoje. Com isso, sua visita oficial ao Brasil e o encontro do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), programados para amanhã, ocorrem hoje.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.