Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Piratas somalis libertam navio chinês

Pequim, 9 fev (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores da China informou hoje que o navio pesqueiro Tianyu 8, que permanecia em poder de piratas somalis, foi libertado com os 24 passageiros a bordo, segundo publicou hoje a imprensa oficial chinesa.

EFE |

A nota da Chancelaria diz que a liberação aconteceu por volta das 17h (7h de Brasília) de domingo, nas águas do Golfo de Áden.

O Tianyu 8, propriedade da companhia Tianjin Ocean Fishing Company, leva 24 tripulantes - 15 chineses, um taiuanês e oito estrangeiros - e está sendo escoltado por embarcações da Marinha chinesa enviadas à região.

O aumento dos ataques de piratas no Golfo de Áden motivou o envio à região de navios de guerra de diversos países, entre eles, França, Grécia, Reino Unido, Alemanha e Itália.

Segundo as Nações Unidas, mais de 80 navios foram sequestrados no Chifre da África durante 2008. Nesta que é uma das regiões mais pobres do mundo, os piratas somalis obtiveram cerca de 24 milhões de euros em pagamento de resgates. EFE gmp/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG