Tamanho do texto

Piratas somalis libertaram sem receber resgate um barco de transporte ieminita capturado há dez dias no Golfo de Aden, anunciou nesta quarta-feira um funcionário do governo da região semiautônoma de Puntlandia, nordeste da Somália.

O ministro adjunto das Relações Exteriores de Puntlandia, Ali Abdi Aware, afirmou que o "MV Arena" foi libertado na noite de terça-feira sem o pagamento de resgate.

A tripulação, formada por dois tanzanianos, três somalis e três iemenita, também foi libertada.

O "MV Arena" transportava material de construção entre o porto iemenita de Mukalla e a ilha iemenita de Socotra, no Golfo de Aden.

Os piratas continuam realizando ataques na região apesar da presença de forças navais internacionais, encarregadas deproteger uma das principais vias marítimas do comércio mundial.

Em 15 de novembro passado, os piratas capturaram no Oceano Índico sua maior presa até o momento, o superpetrolero saudita "Sirius Star", pelo qual pedem um resgate de 25 milhões de dólares.

nur/cn