A Assembleia Popular da cidade de Gualeguaychú, que fez um piquete durante quatro anos na ponte que liga essa cidade com a uruguaia Fray Bentos em protesto contra a fábrica de celulose UPM (ex-Botnia), decidiu suspender a partir de amanhã o bloqueio. Os dois governos vão fazer um monitoramento conjunto da fábrica.

A Assembleia Popular da cidade de Gualeguaychú, que fez um piquete durante quatro anos na ponte que liga essa cidade com a uruguaia Fray Bentos em protesto contra a fábrica de celulose UPM (ex-Botnia), decidiu suspender a partir de amanhã o bloqueio. Os dois governos vão fazer um monitoramento conjunto da fábrica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.