ROMA - O pior da recessão global já passou, com crescentes sinais de uma leve retomada na atividade econômica, disse nesta quinta-feira Gertrude Tumpel-Gugerell, membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE).

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237573701316&_c_=MiGComponente_C

"Indicadores recentes sugerem uma estabilização ou uma leve retomada na atividade econômica nas maiores economias, sugerindo que a fase mais aguda da crise pode ter ficado para trás", disse ela em discurso para uma conferência.

A economia da zona do euro encolheu 0,2% no segundo trimestre, mas economistas esperam que a região volte a crescer no terceiro trimestre. Os dados para o período serão divulgados na sexta-feira.

Gertrude disse ser consenso que a regulação financeira insuficiente contribuiu para a crise econômica global, notando que um período prolongado de dinheiro barato pode ter exacerbado um crescimento insustentável na dívida e uma bolha nos preços dos ativos.

Ela disse, porém, que o consenso entre os membros do BCE é que tais bolhas de ativos foram melhor combatidas por meio de outras formas de regulação e não por políticas de juros.

A exigência de capital e liquidez será um dos pilares para a futura regulação, mas a questão de como regular o risco sistêmico é muito mais ampla, disse ela.

Gertrude disse que deverá existir uma autoridade encarregada de avaliar riscos sistêmicos na Europa, mas ela não deu mais detalhes.

Leia mais sobre: recessão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.