O Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre da Grécia foi revisado em baixa, para uma contração de 1,8% em relação ao primeiro trimestre, informou hoje o serviço de estatísticas do país

selo

O Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre da Grécia foi revisado em baixa, para uma contração de 1,8% em relação ao primeiro trimestre, informou hoje o serviço de estatísticas do país. Anteriormente, a queda do PIB havia sido estimada em 1,5%. Na comparação com o segundo trimestre do ano passado, o PIB registrou queda de 3,7% - dado também revisado em relação ao cálculo anterior, de baixa de 3,5%.

Os investimentos brutos em ativos fixos recuaram 18,6% no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano passado. O consumo total caiu 5,1%, com retração de 8,4% e 4,2%, respectivamente, nos setores público e privado.

"A deterioração do PIB em relação a estimativa anterior reflete a desaceleração do consumo privado no segundo trimestre do ano em relação ao primeiro trimestre e também a queda nos investimentos diante do clima de incertezas", disse um economista do National Bank of Greece, Nick Magginas, prevendo contração semelhante no segundo semestre. "Prevemos que o início da recuperação do PIB ocorrerá em meados de 2011, quando devemos ver uma recuperação da confiança, combinada com crescimento das exportações", disse.

Portugal

O PIB do segundo trimestre de Portugal foi revisado em alta, para um crescimento de 0,3%, ante a estimativa anterior de expansão de 0,2%, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). A taxa anual de crescimento também foi revisada em alta, para expansão de 1,5%, ante o cálculo anterior de aumento de 1,4%.

Apesar das revisões, o crescimento do segundo trimestre foi inferior ao registrado no primeiro trimestre, quando a economia portuguesa avançou 1,1% em comparação ao quarto trimestre e 1,8% na comparação com o primeiro trimestre de 2009. A desaceleração do crescimento anual no segundo trimestre foi consequência principalmente da menor contribuição do comércio externo, informou o INE.

Rússia

O PIB da Rússia cresceu 3,1% no primeiro trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, informou hoje o Serviço Federal de Estatísticas do país. O resultado ficou acima do cálculo anterior, de expansão de 2,9%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.