Madri, 7 abr (EFE).- A economia da Espanha cairá este ano 0,5% e crescerá a um ritmo de 1% em 2011, segundo o estudo divulgado hoje pela Fundación de las Cajas de Ahorros (Funcas).

Madri, 7 abr (EFE).- A economia da Espanha cairá este ano 0,5% e crescerá a um ritmo de 1% em 2011, segundo o estudo divulgado hoje pela Fundación de las Cajas de Ahorros (Funcas). As previsões do painel de analistas consultados pelo Funcas para este ano e o próximo são mais pessimistas que as do Governo espanhol. Os especialistas calculam uma queda econômica de dois décimos acima da previsão do Executivo - de 0,3 % - para 2010, e um crescimento em 2011 oito décimos menor, pois o Governo espera que seja de 1,8% para o próximo ano. Além disso, as projeções do Funcas são mais pessimistas que as do Banco da Espanha com relação a 2009, para o qual o supervisor calcula uma queda de 0,4%, embora mais otimistas que as daquele para 2011 (o Banco prevê um crescimento de 0,8%). De todos os consultados, a previsão mais pessimista para este ano é do banco BBVA e do Instituto de Estudos Econômicos (IEE), que calculam uma queda de 0,8%. No lado oposto, está a previsão do Centro de Prognóstico Econômica da Universidade Autônoma de Madri, que, como o Governo, acredita que a economia se contrairá 0,3%. Enquanto, os serviços de estudos do Banco de Santander, a Caixa e Caixa Catalunya, entre outros, coincidem com a previsão de queda do 0,4% feita pelo Banco da Espanha. A estimativa mais surpreendente é a de Intermoney, único que prevê crescimento da economia espanhola, um avanço de 0,7%. Para 2011, nem todos os analistas e entidades consultados fazem sua previsão, mas os que arriscam projeções coincidem que a economia crescerá entre 0,5% e 1,5%. EFE pamp/dm
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.