SÃO PAULO - A agenda de indicadores da terça-feira é pouco carregada, mas reserva dados relevantes sobre a economia norte-americana. O destaque fica com a segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no terceiro trimestre.

A previsão aponta que a economia encolheu 0,5% entre julho e setembro, em comparação com a retração de 0,3% previamente estimada.

Ainda nos EUA, será apresentado o índice de confiança ao consumidor norte-americano referente ao mês de novembro. Os dados serão divulgados pelo Conference Board e os analistas estimam recuperação, com o indicador passando de 38 pontos em outubro para 40 pontos agora em novembro.

Por aqui, é esperada a nota sobre política monetária e operações de crédito, que pode ajudar a medir o impacto da crise externa na concessão de empréstimos ao consumidor em outubro.

Também está na lista o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), sobre a terceira quadrissemana do mês.

Nas bolsas, atenção para a possibilidade ressaca depois dos acentuados ganhos de ontem. Por aqui, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) disparou 9,4% e, em Wall Street, o Dow Jones ganhou 4,93%.

A quarta-feira concentra a grande maioria dos indicadores econômicos dos EUA, pois não há pregão na quinta-feira em função de feriado do Dia de Ações de Graças. Estão previstos para amanhã os dados sobre a renda e o gasto do consumidor, encomendas por bens duráveis, venda de imóveis novos, pedidos por seguro-desemprego, e o índice de confiança da universidade de Michigan.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.