Londres, 22 ago (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido não registrou no segundo trimestre nenhum crescimento respeito aos três primeiros meses do ano, enquanto em termos anualizados foi 1,4% superior ao do mesmo período de 2007.

O dado do segundo trimestre, revisado em baixa desde a estimativa inicial, que previa um crescimento de 0,2%, é o pior em 16 anos, ao terminar com um período de 63 trimestres de contínuo crescimento, segundo os dados do Escritório Nacional de Estatística britânica (ONS, em inglês) publicados hoje.

Deste modo, a economia britânica continua sua contração, já que cresceu 0,9% no segundo trimestre de 2007; 0,6%, no terceiro e no quarto, e 0,3% nos primeiros três meses de 2008.

Por atividades, tanto a produção industrial como a manufatureira caíram 0,8% entre o primeiro e o segundo trimestre, enquanto a construção caiu 1,1%.

Ao contrário, a produção total do setor de serviços aumentou 0,2%.

A estagnação intertrimestral aumenta os temores de que o Reino Unido entre finalmente em recessão (dois trimestres consecutivos com crescimento negativo).

Em seu último relatório trimestral sobre inflação, o Banco da Inglaterra predisse no começo de agosto que a taxa anualizada de crescimento do PIB ficará no final deste ano e começo do próximo em torno de zero, como conseqüência de uma deterioração do mercado de trabalho, um endurecimento das condições de crédito e uma queda maior do que o previsto no mercado imobiliário.

Além disso, o banco central não descartou totalmente que a economia britânica possa decrescer e entrar em recessão.

Na hora de estabelecer sua política monetária, o Banco da Inglaterra está se vendo obrigado nos últimos meses a se decidir entre dois problemas cuja solução requer ações opostas.

O arrefecimento da economia britânica convidaria o banco central a diminuir as taxas de juros - atualmente em 5% -, mas o crescimento dos preços - o IPC alcançou em julho 4,4% em taxa anualizada - tem centrado a preocupação do Banco da Inglaterra. EFE pdj/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.