A economia do Reino Unido teve contração de 0,5% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre, dado não revisado em relação à estimativa anterior, enquanto os gastos ao consumidor registraram o maior declínio desde 1995, informou o Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unido. O crescimento de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) em relação ao terceiro trimestre do ano passado também não foi revisado.

Economistas consultados pela Dow Jones já esperavam que as estimativas não fossem revisadas.

Os gastos das famílias caíram 0,2% no trimestre, após declínio de 0,1% entre abril e junho, marcando a maior queda nos gastos reais dos consumidores desde o primeiro trimestre de 1995 e a primeira vez em que as despesas caem por dois trimestres seguidos desde 1992.

Autoridades do escritório de estatísticas disseram que o declínio nos gastos dos consumidores foi liderado por uma forte queda nas compras de veículos. A demanda por bens duráveis, como móveis, e linha branca, como máquinas de lavar roupa, também caiu.

A produção nas indústrias de serviços recuou 0,4% no trimestre e a atividade no setor de produção caiu 1,1%, com o de manufaturas registrando declínio de 1,3%. A queda no setor de produção foi a maior em quatro anos. As informações são da Dow Jones.

Leia também

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.