Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PIB do agronegócio sofre 1a queda em mais de 20 meses, diz CNA

BRASÍLIA (Reuters) - A soma das riquezas do agronegócio brasileiro sofreu em outubro de 2008 a primeira queda desde julho de 2006, devido à redução do crédito internacional decorrente da crise financeira, informou a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) nesta quinta-feira. Segundo a entidade, o PIB do agronegócio teve queda 0,88 por cento em outubro com relação ao mês anterior. Porém, apesar da redução mensal, acumulou o crescimento de 6,6 por cento no ano até outubro, levando a uma projeção de 685 bilhões de reais até então.

Reuters |

"A nossa grande preocupação é essa: quem é que vai financiar, quem vai entrar com esses recursos para garantir no mínimo a manutenção do volume de produção da área plantada na próxima safra", disse a senadora Kátia Abreu, presidente da CNA, em entrevista à imprensa.

O CNA não fez projeções para este ano, mas com a previsão de que o crescimento do PIB geral brasileiro vai desacelerar de cerca de 5 por cento em 2008 para 2,5 por cento em 2009 "não podemos deixar de considerar que o agronegócio está inserido neste PIB", disse Kátia Abreu.

"Trata-se de um sinal vermelho, de que a desaceleração já começou", completou a presidente, destacando que o crédito internacional para a área agrícola deve diminuir 50 por cento em 2009, segundo uma trading citada por ela.

A projeção para o ano inteiro de 2008 e estimativa para 2009 deverá ser divulgada em março.

As receitas em dólar das exportações devem fechar 2008 em torno de 72 bilhões, segundo o CNA, e para 2009 o cenário mais provável indica queda de 21,6 por cento. Entre os motivos, a queda nos preços é um fator.

(Por Ana Paula Paiva)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG