Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PIB da zona do euro tem a menor expansão desde 2003

O crescimento da economia nos 15 países europeus que compartilham o euro (zona do euro) no segundo trimestre deste ano foi revisado em baixa para 1,4%, na menor expansão desde o terceiro trimestre de 2003, informou nesta quarta-feira a agência de estatísticas da União Européia (UE), a Eurostat. A estimativa original era de crescimento de 1,5%.

Agência Estado |

No primeiro trimestre de 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro teve expansão de 2,1%.

A contração de 0,2% no segundo trimestre em relação ao primeiro foi confirmada pela Eurostat e é a primeira queda na atividade desde que os registros começaram, no primeiro trimestre de 1995. Economistas não esperavam revisão das leituras preliminares do PIB.

A fraqueza foi liderada pelos gastos das famílias, que tiveram o menor desempenho já registrado, em queda de 0,2% no trimestre e aumento de 0,4% na comparação anual. No primeiro trimestre de 2008, os gastos das famílias ficaram estáveis em base trimestral e cresceram 1,2% na comparação anual.

As exportações declinaram 0,4% entre abril e junho deste ano, ante ganho de 1,8% no período entre janeiro e março. Já em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações cresceram 3,6% no segundo trimestre, de alta de 5,4% no primeiro trimestre, informou a Eurostat.

Varejo

As vendas no varejo na zona do euro caíram mais do que o esperado em julho, informou a Eurostat. As vendas em volume nos 15 países que utilizam o euro recuaram 0,4% em julho em comparação a junho e caíram 2,8% em relação a julho do ano passado. Os dados de junho foram revisados em baixa, para queda de 0,9%, em base mensal, e para queda de 3,2%, em base anual.

Analistas esperavam uma retração de 0,2% nas vendas mensais e queda de 2,1% em base anual. As informações são da Dow Jones.

Leia mais sobre zona do euro

Leia tudo sobre: eurozona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG