Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PIB da OCDE tem maior queda desde 1960

Paris, 18 fev (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) dos 30 países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) caiu 1,5% no último trimestre de 2008, a queda mais forte desde 1960.

EFE |

A baixa foi especialmente marcada no Japão, que retrocedeu 3,3%, e na Alemanha, cuja economia decresceu 2,1% nos últimos três meses do ano passado, afirmou hoje a OCDE.

Os sete países mais ricos do mundo registraram índices de crescimento negativos no último trimestre de 2008, o que mostra uma continuidade da deterioração iniciada no terceiro trimestre do ano passado, segundo os dados da organização.

O PIB da Itália caiu mais que a média dos países da OCDE, em 1,8%, enquanto o Canadá não ofereceu nenhuma estimativa oficial do indicador para o período analisado, porque "ainda não está disponível".

A economia francesa diminuiu 1,2% entre outubro e dezembro de 2008, e foi, com o Canadá, o outro país do Grupo dos Sete (G7, os países mais ricos) que no terceiro trimestre do ano passado não registrou queda do PIB (0,1%).

Os Estados Unidos retrocederam 1% no último trimestre de 2008, a menor queda dos países do G7, após ter baixado 0,1% no terceiro.

Assim como o conjunto dos 30 países da OCDE, a União Europeia (UE) toda e a zona do euro diminuíram sua produção em 1,5% no quarto trimestre.

O crescimento entre outubro e dezembro a respeito do mesmo período de 2007 caiu 1,1% na OCDE.

A evolução anualizada foi negativa nos sete países mais ricos do mundo, liderados por Japão (-4,6%), Itália (-2,6%) e Reino Unido (-1,8%), enquanto os Estados Unidos retrocederam 0,2% e a França, 1%.

A UE também registrou um crescimento negativo nos últimos três meses de 2008 em relação ao mesmo trimestre de 2007, de 1,1%, enquanto na zona do euro foi de 1,2%. EFE inmg/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG