A Alemanha se afundou um pouco mais na recessão no quarto trimestre de 2008, com uma queda do PIB de 2,1% em relação ao trimestre anterior, provocada pela redução das exportações, anunciou o Escritório Federal de Estatísticas (Destatis).

A queda é superior à prevista pelos economistas, que apostavam em um retrocesso de 1,8%, segundo a agência Dow Jones Newswire.

"É o maior retrocesso trimestral desde a reunificação", afirma o Destatis em um comunicado, antes de destacar que o dado ainda é provisório.

A redução dos investimentos industriais e a contribuição negativa do comércio exterior explicam essencialmente os resultados ruins da maior economia europeia.

As exportações registraram queda muito maior que as importações e o consumo também retrocedeu em relação ao terceiro trimestre.

ilp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.