Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PIB cresce 0,2% no 1ºtrimestre na zona do euro

A economia da zona do euro (voltou a crescer no primeiro trimestre deste ano, mas em ritmo modesto. De acordo com estimativas preliminares da agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, o Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países que usam o euro teve expansão de 0,2% nos três primeiros meses deste ano, depois de ter ficado estagnado no quarto trimestre de 2009.

AE |

A economia da zona do euro (voltou a crescer no primeiro trimestre deste ano, mas em ritmo modesto. De acordo com estimativas preliminares da agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat, o Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países que usam o euro teve expansão de 0,2% nos três primeiros meses deste ano, depois de ter ficado estagnado no quarto trimestre de 2009. Em comparação com os três primeiros meses do ano passado, o crescimento foi de 0,5%.

Os dados ficaram levemente acima das expectativas dos economistas, que previam expansão de 0,1% no PIB na comparação trimestral e de 0,4% em termos anuais. Ainda assim, os números levantaram dúvidas sobre se a recuperação da região pode ser sustentada, tendo em vista os cortes nos gastos e os aumentos de impostos necessários para restaurar a sustentabilidade em algumas das maiores economias do bloco.

"O crescimento modesto do PIB da zona do euro confirma que a recuperação econômica na região fracassou em ganhar velocidade mesmo antes de começar a dolorosa consolidação fiscal que muitas economias enfrentam", afirmou a Capital Economics em um relatório.

Grécia

O PIB da Grécia caiu 0,8% no primeiro trimestre deste ano, em comparação com o quarto trimestre do ano passado, o mesmo declínio registrado naquele período, de acordo com dados preliminares do Serviço de Estatísticas Nacional. Em relação ao primeiro trimestre de 2009, a contração do PIB foi de 2,3%.

Economistas alertam que o declínio do PIB da Grécia provavelmente vai se aprofundar neste ano, conforme as medidas de austeridade do governo do país forem implementadas. A atividade econômica grega tem se desacelerado desde o começo de 2008. Em 2009 como um todo, o PIB da Grécia teve queda de 2%, pior do que a contração de 1,5% que havia sido prevista pelo governo.

Para este ano, o governo grego prevê queda de 4% no PIB, enquanto a União Europeia estima declínio de 3% e o Banco Nacional da Grécia projeta contração de 4,2%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG