Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Philips cortará 1.600 empregos em divisão médica

Haia (Holanda), 22 nov (EFE).- A empresa holandesa de eletrônica Philips cortará 1.

EFE |

600 empregos em sua divisão de sistemas médicos para assegurar sua margem de lucro, confirmou hoje à Agência EFE o porta-voz da firma, Arent Jan Hesselink.

Hesselink declarou que "como anunciamos há dois meses, vamos reestruturar o setor de serviços médicos e isso passa pela redução de empregos, que é de aproximadamente um 5% sobre 32 mil empregados".

Sobre as das razões, precisou que "embora a divisão médica funcione bem, trata-se de sermos capazes de manter nossas margens de lucro inclusive quando a conjuntura econômica possa piorar".

A Philips não especificou em que países cortará os postos de trabalho, apesar de a divisão médica ter grupos na Holanda, EUA, Alemanha, Finlândia e Israel.

A companhia holandesa quer aumentar os preços de alguns produtos médicos e reduzir despesas na divisão. EFE mr/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG