Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PF faz operação contra cartel de gás de cozinha

Cerca de 160 policiais federais estão cumprindo nesta quinta-feira 14 mandados de prisão temporária e 28 de busca e apreensão nos Estados da Paraíba, Pernambuco, Ceará, Bahia e São Paulo a fim de coibir a ação de grupos responsáveis pela distribuição de gás de cozinha, Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), que cometiam ajuste de preço e reserva de mercado, caracterizando formação de cartel. A Operação Chama Azul foi desencadeada em parceria com a Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça e Ministério Público do Estado da Paraíba, onde serão cumpridos 16 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão na cidade de João Pessoa e mais três em Campina Grande.

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561657848&_c_=MiGComponente_C

Os envolvidos no crime são empresários e funcionários de empresas distribuidoras ou revendedoras de GLP, segundo a PF, que ainda não divulgou o número de presos.

A apuração teve início a partir de procedimento de investigação preliminar instaurado no Ministério Público do Estado de Pernambuco, que solicitou informações à Agência Nacional de Petróleo, a qual apresentou notas técnicas indicando que em Campina Grande haveria indícios de prática concertada de preços após a análise da distribuição e revenda de GLP naquela cidade.

Leia mais sobre: cartéis

Leia tudo sobre: cartelcartéisgáspf

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG