Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petrolífera equatoriana diz que atentado causou vazamento de óleo

Quito, 14 ago (EFE) - A empresa estatal petrolífera equatoriana Petroecuador denunciou hoje o vazamento de uma quantidade não determinada de petróleo, devido a um atentado contra um encanamento de um de seus campos de produção na Amazônia.

EFE |

O fato aconteceu na noite de terça-feira em um setor do campo Sacha, situado na província amazônica de Sucumbíos, na fronteira com a Colômbia, depois que homens não identificados efetuaram um corte em um encanamento de transporte de petróleo, informou a Petroecuador em comunicado.

Os primeiros relatos do fato indicam que as pessoas que, supostamente, cometeram o atentado tentavam roubar uma válvula de pressão localizada no lance de encanamento cortado.

Após detectar o vazamento de petróleo, os operários da Petroecuador fecharam a passagem de petróleo pelo encanamento, enquanto uma equipe de proteção ambiental foi à área para iniciar os trabalhos de limpeza do derramamento.

O vice-presidente da Petroproducción - filial da Petroecuador -, Camilo Delgado, declarou que apresentou uma denúncia perante a Promotoria de Sucumbíos para que seja aberta uma investigação para descobrir que foram os responsáveis pelo atentado.

Além disso, o vice-presidente da Petroproducción ordenou que sejam intensificadas as operações de vigilância e controle dos oleodutos e encanamentos na região, para prevenir a possibilidade de novos atentados.

Delgado, além disso, apontou que entre os anos 2006 e 2007 foram registrados mais de 75 atentados desse tipo em vários encanamentos petrolíferos. EFE fa/bm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG