Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo WTI sobe mais de US$ 5 em Nova York

Nova York, 10 jul (EFE).- Os contratos do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em agosto subiram hoje US$ 5,6 (4,1%) em Nova York, para US$ 141,65 o barril (159 litros).

EFE |

Os analistas atribuíram o aumento do preço da commodity ao medo dos investidores de que a escalada da tensão no Irã e na Nigéria cause problemas no fornecimento.

O Irã, que ameaçou "queimar" Israel e a força naval americana no Golfo Pérsico se suas instalações atômicas forem atacadas, testou vários mísseis de médio e longo alcance nas últimas 24 horas, assim como aviões não tripulados para missões de combate e reconhecimento.

Além disso, em Viena, o secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o líbio Abdalla Salem el-Badri, afirmou que a entidade não teria como compensar uma eventual suspensão das exportações de petróleo do Irã.

"Espero que não haja um ataque ao Irã. Mas, se algo acontecer, é impossível compensar a produção" dessa nação, disse Badri, em alusão a uma possível investida militar dos EUA ou de Israel contra o país persa.

Por sua vez, o grupo nigeriano Movimento para a Emancipação do Delta do Níger (Mend, na sigla em inglês) anunciou hoje o fim do cessar-fogo unilateral que declarou em 24 de junho, depois que o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, ofereceu "seu apoio militar ao Governo ilegal do presidente nigeriano Umaru Yar'Adua".

Antes da trégua selada com as autoridades nigerianas, o Mend lançou uma série de ataques contra as maiores plataformas petrolíferas do país, o que provocou o fechamento de várias delas.

Por conta desses fatores, os contratos da gasolina também para agosto também subiram, de US$ 3,38 para US$ 3,51.

Já os contratos do gasóleo de calefação para o mesmo mês subiram US$ 0,18, para US$ 4,03 o galão.

Quanto ao gás natural, os contratos para agosto encerraram o dia negociados a US$ 12,3 por mil pés cúbicos, depois de terem subido US$ 0,30. EFE bj/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG