Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo WTI fecha em alta de 0,4% em Nova York

Nova York, 7 nov (EFE) - O preço do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) subiu hoje 0,4% e fechou a US$ 61,04 em Nova York, em um dia em que o dólar perdeu força e que ficou mais evidente a deterioração do emprego nos Estados Unidos, o que sugere uma piora da economia que pode afetar a demanda por petróleo e combustíveis.

EFE |

Ao fim do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de WTI para entrega em dezembro somavam US$ 0,27 ao preço anterior, após serem negociados, por alguns momentos, ligeiramente abaixo de US$ 60.

O barril do Texas perdeu US$ 6,77 ou 10% nesta semana e está agora US$ 34,94 (36,4%) mais barato que no início do ano.

Os contratos de gasolina para entrega em dezembro subiram US$ 0,01 em relação ao preço anterior e terminaram a US$ 1,3495 o galão (3,78 litros).

O gasóleo de calefação para esse mês finalizou a um preço de US$ 1,9784 o galão, ou US$ 0,03 a mais que na quinta-feira.

O gás natural para entrega em dezembro terminou o pregão a US$ 6,75 por mil pés cúbicos, US$ 0,22 a menos que no dia anterior.

O preço do petróleo seguiu hoje a trajetória de alta que registrava na bolsa de valores após as fortes perdas observadas em Wall Street nos dois dias anteriores, ao serem percebidos mais sinais de deterioração da atividade econômica nos Estados Unidos.

Além disso, os dados oficiais de emprego divulgado hoje, relativos a outubro, foram piores do que o esperado, e a taxa de desemprego subiu para 6,5%, quatro décimos a mais que em setembro.

A forte e rápida deterioração do mercado de trabalho, somada à persistente desaceleração da economia, intensificaram as expectativas de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) cortará ainda mais os juros no curto prazo, do atual 1%, para estimular a atividade e o emprego.

A queda da demanda favoreceu um aumento nas reservas de petróleo e combustíveis nos EUA, o que também pressiona em baixa os preços.

Além disso, o barateamento do preço dos combustíveis no mercado atacadista contribuiu para diminuir também o valor de venda ao público.

O galão de gasolina era vendido hoje nos Estados Unidos a um preço médio de US$ 2,31, 33% a menos que há um mês, segundo os cálculos divulgados diariamente pela associação automobilista AAA.

EFE vm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG