Nova York, 21 jul (EFE) - O barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou hoje com alta de mais de US$ 2, novamente acima dos US$ 131, em Nova York, entre expectativas de que a tempestade tropical Dolly se transforme em furacão nas próximas horas.

Ao fim do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de WTI para entrega em agosto subiam US$ 2,16 (1,7%), até US$ 131,04 o barril (159 litros).

O valor deste tipo de petróleo tinha caído nos quatro pregões anteriores e acumulou uma queda de US$ 16,2 (11%) na semana passada, após ter tocado na segunda-feira um recorde histórico de US$ 147,27 por barril.

Os contratos de gasolina para entrega em agosto finalizaram o pregão a US$ 3,2171 o galão (3,78 litros), após somar US$ 0,04 ao preço anterior.

O gasóleo para entrega nesse mês registrou uma alta similar e terminou a US$ 3,7479 por galão.

Os contratos de gás natural para agosto ficaram em US$ 10,51 por mil pés cúbicos, após cair US$ 0,06 frente ao preço de sexta-feira.

O Serviço Nacional de Meteorologia emitiu hoje um aviso de furacão para uma parte do litoral do estado do Texas em previsão de que a tempestade tropical "Dolly" ganhe intensidade nas próximas horas.

A presença de fortes tempestades ou ciclones no Golfo do México gera imediatamente inquietação no mercado petroleiro, pelos prejuízos que pode causar à produção de petróleo e de gás no Golfo do México e às atividades das refinarias nessa região.

Os operadores nova-iorquinos também ficam atentos às relações entre a comunidade internacional e o Irã, depois que, na reunião deste fim de semana em Genebra, não houve resultados concretos para a suspensão, por parte das autoridades de Teerã, das atividades de enriquecimento de urânio.

O encarecimento do petróleo e dos combustíveis coincidiu hoje também com um enfraquecimento do dólar em seus câmbios com o euro e outras divisas, o que barateia as compras de petróleo com moedas fortalecidas perante a divisa americana. EFE vm/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.