Nova York, 3 jul (EFE).- O preço do barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) subiu hoje 1,19% e fechou, pela primeira vez, acima dos US$ 145, na véspera de um fim de semana prolongado nos Estados Unidos pela comemoração, amanhã, do Dia da Independência.

Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI, de referência nos Estados Unidos, com vencimento em agosto subiram US$ 1,72 e acabaram o pregão a um preço recorde de US$ 145,29 no fechamento.

Nas operações eletrônicas anteriores à abertura do mercado, os mesmos contratos tocaram um recorde histórico de US$ 145,85.

Este é a terceira marca de fechamento consecutiva atingida pelo WTI em uma semana mais curta que o comum pelo feriado de 4 de julho.

Os analistas advertem de que, na próxima semana, o barril do Texas poderia superar a cota psicológica dos US$ 150.

A alta de hoje ocorreu no mesmo dia em que a segunda depressão tropical da temporada de furacões do Atlântico, localizada ao sul das ilhas de Cabo Verde, se transformasse na tempestade "Bertha".

Os meteorologistas previram que a temporada de 2008 será um pouco mais ativa que o normal, com a formação de entre seis e nove furacões e de 12 a 16 tempestades tropicais.

Estes fatores meteorológicos podem afetar os preços do petróleo, na medida em que são capazes de prejudicar plataformas petrolíferas e reduzir, portanto, a produção no Golfo do México, de onde sai cerca de um quarto do petróleo nacional.

O preço dos contratos de futuros da gasolina para entrega em agosto subiu US$ 0,02, até US$ 3,57 por galão.

Os contratos de combustível para calefação para entrega em agosto tiveram alta de US$ 0,03, para fechar a US$ 4,1 por galão, frente aos US$ 4,07 de quarta-feira.

Por sua parte, os contratos de gás natural para entrega em agosto subiram US$ 0,19 e terminaram o pregão a US$ 13,57 por mil pés cúbicos. EFE bj/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.