Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo WTI cai US$ 6,44; desvalorização é a maior em 17 anos

Nova York, 15 jul (EFE).- Os contratos para agosto do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve), os de referência nos Estados Unidos, fecharam hoje com uma queda de US$ 6,44 (4,4%), a maior (em dólares) nos últimos 17 anos, segundo especialistas.

EFE |

Durante o pregão desta terça-feira, a commodity, que encerrou o dia cotada a US$ 138,74 o barril (159 litros), chegou a cair US$ 9,26 em relação ao fechamento de ontem na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, em inglês).

Analistas disseram que a desvalorização, motivada pelo medo de que a desaceleração econômica dos Estados Unidos diminua a demanda por petróleo, foi a mais acentuada desde 17 de janeiro de 1991, quando o WTI despencou US$ 10,56, depois que o então presidente americano, George H.W. Bush, recorreu às reservas nacionais devido à Guerra do Golfo.

Acompanhando a tendência do petróleo leve, os contratos da gasolina e do gasóleo de calefação também para agosto caíram 17 e 14 centavos, para US$ 3,38 e US$ 4,06 o galão (3,8 litros), respectivamente.

Já os contratos do gás natural para o mesmo mês encerraram o dia cotados a US$ 11,47 por mil pés cúbicos, depois de terem caído 48 centavos.

Por trás das quedas de hoje, esteve, principalmente, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Ben Bernanke, que, no Congresso americano, afirmou que o alto preço dos combustíveis e a crise financeira estão fazendo os consumidores gastarem menos com gasolina e afins.

As declarações de Bernanke, segundo quem a economia americana passa por "inúmeras dificuldades", obrigaram o presidente dos EUA, George W. Bush, a lançar uma mensagem tranqüilizadora e otimista à população.

Outro fator que influenciou o comportamento do mercado foi a anúncio da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de que o crescimento da demanda mundial por petróleo em 2009 deverá ser de 1,03%, menor que o de 1,2% previsto para este ano. EFE mgl/sc

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG