Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo volta a tombar antes do relatório de estoques dos EUA

SÃO PAULO - Os preços do petróleo fecharam o pregão desta terça feita com forte desvalorização, em movimento forçado pelas perspectivas de novo aumento das reservas americanas de petróleo. Além disso, dados econômicos e corporativos continuam reforçando a gravidade da desaceleração econômica global, que resulta em encolhimento da demanda pelo produto.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o mês de março caiu US$ 4,15, para US$ 41,58. O vencimento para abril fechou a US$ 44,90, com recuo de US$ 3,59. Em Londres, o barril de Brent para o mês de março declinou US$ 3,23, para US$ 43,73. O contrato para o mês seguinte fechou a US$ 45,96, com desvalorização de US$ 2,87.

O índice de confiança dos consumidores nos Estados Unidos, medido pelo Conference Board, tombou no mês de janeiro para 37,7, ante 38,6 apurado em dezembro. Ao mesmo tempo, os preços das casas no país recuaram 18,2% em novembro último, ante o mesmo mês de 2007.

O recuo também levou em conta a perspectiva de um novo aumento nos estoques de cru, da ordem de 2,8 milhões de barris, na semana encerrada no dia 23. Analistas também ponderam que o efeito "contango" continua ocorrendo. Isso significa que os agentes estariam estocando petróleo para obter preços mais atraentes no futuro.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG