Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo volta a subir em Nova York

Os preços do petróleo fecharam em alta nesta sexta-feira em Nova York, na última sessão de um mês marcado por uma queda histórica, graças à recuperação de Wall Street, que amenizou os temores de um desabamento da demanda provocado pela desaceleração econômica mundial.

AFP |

No New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de "light sweet" para entrega em dezembro fechou em 67,81 dólares, um aumento de 1,85 dólar em relação ao fechamento de quinta-feira.

No entanto, os preços caíram 32,6% em outubro, uma queda jamais vista antes no mercado do petróleo.

"Os preços foram sustentados por um aumento da confiança, num momento em que os mercados de ações parecem estar se restabelecendo", explicou Bart Melek, da BMO Capital Markets.

Os preços do petróleo caíram mais de 50% desde o pico do mês de julho, quando atingiram 147 dólares.

Os investidores temem uma recessão generalizada capaz de afetar de forma duradoura a demanda de petróleo.

Porém, a Bolsa de Nova York disparou no fim da sessão desta sexta-feira.

"O mercado também começa a se preocupar com uma eventual redução da oferta", acrescentou Malek.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) anunciou na semana passada uma redução de sua produção em 1,5 milhão de barris por dia para tentar conter a queda dos preços.

"A OPEP pode multiplicar as declarações anunciando novos cortes da produção", alertou o analista da BMO.

O ministro da Energia da Venezuela disse quinta-feira que é preciso reduzir "no mínimo" em um milhão de barris por dia a oferta de bruto da OPEP, "em dezembro ou até antes" se for necessário.

gmo/yw

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG