Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo volta a subir e barril fecha pouco abaixo de US$ 141 em Nova York

SÃO PAULO - O petróleo retomou nesta terça-feira a trajetória de alta, tendo como referência o relatório da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) que apontou projeção de desaceleração da oferta global de petróleo em 2013. Notícias sobre a contenda entre Israel e Irã também deram sustentação para o movimento.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para o mês que vem em Nova York fechou com aumento de US$ 0,97, para US$ 140,97. O vencimento para setembro encerrou cotado a US$ 141,58, com alta de US$ 1. Em Londres, o barril de Brent para agosto subiu US$ 0,84, para US$ 140,67. O contrato para o mês seguinte encerrou a US$ 141,46, com valorização de US$ 0,86.

Conforme o relatório divulgado hoje pela IEA, a capacidade ociosa de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) deve avançar de 2,5 milhões de barris por dia neste ano para cerca de 4 milhões de barris diários em 2010, mas encolher para níveis em torno de 1 milhão de barris por dia em 2013.

A notícia deixou o mercado em alerta, assim como notícias reforçando a idéia de que Israel estaria mesmo disposto a bombardear o Irã, segundo maior produtor da Opep, para evitar que o país desenvolva armas nucleares. Um conflito na principal região produtora do mundo sempre coloca o mercado em cautela.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia mais sobre petróleo

Leia tudo sobre: petroleopetróleo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG