Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo volta a cair em Nova York e Londres

Os preços do petróleo voltaram a fechar em queda nesta quinta-feira em Nova York, depois do anúncio de uma rdução do Produto Interno Bruto dos Estados Unidos que reacendeu os temores sobre a demanda, e de uma nova recuperação do dólar.

AFP |

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de West Texas Intermediate (designação do "light sweet crude" negociado nos EUA) para entrega em dezembro terminou cotado a 65,96 dólares, em queda de 1,54 dólar.

Em Londres, o barril de Brent do mar do Norte com vencimento semelhante perdeu 1,76 dólares, encerrando a 63,71 dólares.

"O mercado se pergunta sobre a gravidade da desaceleração econômica mundial em 2009 e sobre as próximas decisões da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) sobre sua produção", comentou Adam Sieminski, do Deutsche Bank.

"Enquanto estas dúvidas não forem esclarecidas, os preços continuarão sob pressão", afirmou.

Confirmada a deterioração da economia, o PIB dos Estados Unidos, maior consumidor mundial de petróleo, recuou 0,3% no primeiro trimestre, a ritmo anual, em relação ao trimestre anterior.

Ainda que a cifra seja levemente menos negativa do que o esperado, os economistas alertaram que o pior está por vir, o que não deve ajudar a recuperar o consumo de produtos petroleiros, já em forte queda no país.

O dólar, por outro lado, havia caído significativamente na quarta-feira, mas voltou a subir frente ao euro, negociado em torno de 1,29 dólar.

O fortalecimento da moeda americana torna menos atraentes as matérias-primas cotadas em dólar para os investidores que negociam em outras divisas.

Na Opep, alguns países membros continuam defendendo novos cortes da produção, a fim de conter a derrubada dos preços.

gmo/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG