Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Petróleo tomba novamente e fecha abaixo de US$ 37 em NY

SÃO PAULO - Os preços dos contratos futuros de petróleo voltaram a tombar nos negócios de hoje, com a previsão dos agentes de uma queda abrupta de demanda por óleo nos próximos meses, diante do agravamento da crise econômica global. O barril para entrega em janeiro caiu para menos de US$ 37, o menor nível desde meados de 2004.

Valor Online |


Vale destacar, no entanto, que amanhã é o dia de vencimento deste contrato, o que acaba gerando volatilidade. Os demais vencimentos seguem acima de US$ 40 o barril.

O contrato de WTI negociado para o mês de janeiro em Nova York fechou cotado a US$ 36,22, com baixa de US$ 3,84. O vencimento para o mês seguinte declinou US$ 2,09, para US$ 44,61. Em Londres, o barril de Brent para fevereiro caiu US$ 2,17, para US$ 43,36. O contrato para março encerrou valendo US$ 45,82, com desvalorização de US$ 1,98.

O corte de produção anunciado ontem pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), de mais 2,2 milhões de barris de petróleo por dia, não foi suficiente para elevar a cotação nem ontem, nem hoje. Ao todo, a Opep já anunciou redução de 4,2 milhões na produção diária desde agosto.

Acontece que os agentes começam a duvidar do cumprimento efetivo desses cortes por parte dos países produtores. Muitas das nações que formam o cartel são altamente dependentes da receita com a venda do petróleo.

Neste cenário do preço da commodity em baixa, ao reduzir a produção a receita do país acaba caindo ainda mais. Assim, apesar dos anúncios oficiais de corte nos últimos meses, nem todos os países têm cumprido sua parte no acordo.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: barril de petróleopetroleo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG