Nova York, 23 jan (EFE).- O barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) subiu hoje 6,4% e fechou a US$ 46,47 em Nova York, apesar da forte alta das reservas nos Estados Unidas e do menor consumo de combustíveis esta semana.

Ao término da sessão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos do WTI para entrega em março subiam US$ 2,80.

Os contratos de gasolina para fevereiro ganharam US$ 0,06, para US$ 1,15 o galão (3,78 litros).

O gasóleo de calefação para esse mês subiu US$ 0,11, a US$ 1,45 por galão.

Os contratos de gás natural para fevereiro fecharam a US$ 4,51 por mil pés cúbicos, US$ 0,17 a menos que na quinta-feira.

O preço desse combustível caiu mesmo com a notícia hoje de que o gás em reserva nos EUA diminuiu em 176 bilhões de pés cúbicos na semana passada, mais do que o esperado por alguns analistas, segundo dados do Departamento de Energia (DOE).

Já o preço do WTI reverteu nesta sexta-feira a forte tendência de baixa que mostrou durante as primeiras horas de negociação e, assim no pregão anterior, terminou em alta.

O barril de petróleo WTI foi negociado no Nymex entre um mínimo de US$ 41,40 e um máximo de US$ 47.

Alguns analistas relacionaram a variação com reajustes de posições dos operadores antes da pausa do fim de semana.

Também influenciou na alta a percepção do mercado de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) parece agora mais decidida a aplicar os cortes que aprovou em dezembro com o objetivo de frear a forte baixa dos preços da commodity. EFE vm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.