Tamanho do texto

Nova York, 9 dez (EFE) - O preço do barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) caiu hoje 3,8%, até US$ 42,07, em Nova York, entre expectativas de que a demanda cairá em 2009 e de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortará ainda este mês sua oferta.

Ao fim do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de WTI para entrega em janeiro caíam US$ 1,64 em relação ao preço anterior, ter subido mais de 7% na segunda-feira.

Os contratos de gasolina para entrega em janeiro diminuíram US$ 0,03 em comparação com o preço anterior e finalizaram a US$ 0,9364 o galão (3,78 litros).

Já o gasóleo de calefação para esse mesmo mês teve queda de quase US$ 0,06, para US$ 1,4369 o galão.

Por outro lado, o gás natural para entrega em janeiro subiu US$ 0,01 e finalizou o pregão a US$ 5,58 por mil pés cúbicos.

O preço WTI intensificou sua queda após a metade do pregão na Nymex, depois que o Departamento de Energia dos Estados Unidos cortou hoje suas previsões de demanda de petróleo em nível mundial, assim como as relativas ao consumo de combustíveis nos Estados Unidos, devido a uma menor atividade econômica.

Os operadores nova-iorquinos esperam para comprovar se a Opep reduzirá sua oferta na reunião que realizará no dia 17, depois do corte de 1,5 milhão de barris diários que aprovou em outubro.

O galão de gasolina era vendido hoje nos EUA a um preço médio de US$ 1,69, 24,8% mais barato do que há um mês e 43,7% abaixo do valor que tinha há um ano, segundo a pesquisa divulgada diariamente pela associação automobilista AAA. EFE vm/db